header_blog-1.png

Adrian Cauê: Uma História de Natal

 

Um menino de cinco anos, esperto e muito falante, assim é o Adrian Cauê! Único filho da Naiara e do Paulo, ele vive com o pais na comunidade de Aritana, uma das mais vulneráveis na zona norte do Recife. A mãe é dona de casa e apenas o pai trabalha formalmente. Com o salário de auxiliar de lavanderia, ele consegue sustentar a família.

Adrian está inscrito no projeto da Visão Mundial desde que completou um ano de idade e atualmente é uma criança apadrinhada. Ele estuda na escolinha da creche comunitária, e segundo sua mãe, graças ao apoio da Visão Mundial, o filho tem um ótimo desenvolvimento social e pedagógico.

DSC_5798“Foi na creche que o Adrian aprendeu a falar, a comer sozinho e até a compartilhar os brinquedos, porque na rua onde moramos não tem outras crianças, ele fica muito sozinho, e com as professoras e os coleguinhas ele aprendeu a socializar. A Visão Mundial está acompanhando de perto o crescimento dele e isso é o meu melhor presente”,  diz a mãe Naiara.

Na escolinha, Adrian está evoluindo bastante. Começou a dar os primeiros passos na alfabetização se familiarizando com as letrinhas, está aprendendo a escrever e já sabe fazer o próprio nome. Como toda criança da sua idade, ele adora brincar, jogar bola, e também, receber as cartas dos padrinhos, mas a esperteza não para por aí...

“Minha brincadeira favorita é desenhar carros, e quando eu crescer quero ser bombeiro, porque eles apagam o fogo das casas e também ajudam a tirar os gatinhos das árvores, quando eles sobem lá no alto e não conseguem mais descer”, conta Adrian, todo animado.

DSC_5810Neste Natal, o maior desejo dessa família é continuarem unidos e felizes. “O Natal é uma época muito especial pra minha família, nunca passamos o Natal separados. Meu sonho como mãe é dar todas as coisas que o meu filho precisa e a gente tem feito o que pode, principalmente, dando carinho e atenção, ficando sempre perto dele em todos os momentos, isso é o mais importante”, explica Naiara, mãe do Adrian.

Para o Adrian, essa época do ano também significa ganhar presentes e ele não esqueceu de pedir o seu: “Eu gosto muito de Natal e do Papai Noel e esse ano pedi a ele um carrinho de controle remoto.”

E em meio à simplicidade e inocência da infância, o pequeno Adrian ensina que é possível sonhar com todas as crianças felizes no Natal!