Ato virtual lembra 27 anos da Chacina da Candelária no Rio de Janeiro

Na madrugada de 23 de julho de 1993, dezenas de pessoas dormiam nas proximidades da Igreja da Candelária, no centro do Rio de Janeiro, quando homens armados abriram fogo contra o grupo. O massacre, que ficou conhecido como a Chacina da Candelária, tirou a vida de oito jovens e adolescentes. Desde então, todos os anos na mesma data, o Movimento Candelária Nunca Mais! realiza mobilizações para marcar o dia e lutar por avanços nas garantias dos direitos humanos de crianças e adolescentes. O movimento é formado por várias instituições e segmentos da sociedade civil organizada, entre elas a Visão Mundial e o Monitoramento Jovem de Políticas Públicas (MJPOP).

Neste ano, devido à pandemia de COVID-19, as ações serão realizadas virtualmente. De manifestações massivas nas redes sociais a atos religiosos, as atividades, segundo os organizadores, reivindicam a defesa da vida, a garantia dos direitos humanos e a eliminação de toda forma de discriminação, intolerância, violência e opressão.

As principais ações para lembrar os 27 anos da chacina estão programadas para o dia 23, quinta-feira. A primeira ação do dia inicia às 10h, com o “Webinar Candelária Nunca Mais! – 27 anos”. Em seguida, entre às 15h e 15h30, jovens e movimentos promovem um ato virtual com as hashtags #CandelariaNuncaMais, #VidasNegrasNasRuasImportam, #30anosECA e #EmDefesadaDemocracia. Mais tarde, às 19h, está marcada uma missa virtual em memória aos oito jovens assassinados.

Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), de janeiro a março deste ano, 76 crianças e adolescentes foram vítimas de homicídio no Rio de Janeiro – 59 por homicídio doloso e 17 por intervenção de agente de estado.

Programação de 23/07

10h: Webinar Candelária Nunca Mais! – 27 anos!
Participações: Movimento Candelária, CMDCA, CEDCA, Fórum Estadual DCA RJ, Adolescente/Jovem
Local: Zoom https://prefeiturario.zoom.us/j/94820595030

15h: Ato virtual Candelária Nunca Mais!
Redes Sociais: Twitter, Instagram, Facebook de diversas organizações que participam do movimento, com as hashtags #CandelariaNuncaMais, #VidasNegrasNasRuasImportam, #30anosECA e #EmDefesadaDemocracia

19h: Missa Virtual, com Monsenhor Luiz Antônio
Local: Youtube https://www.youtube.com/channel/UCMumhEsNBOrvNZlZaB4pkmQ

Fazem parte dos 27 anos do Movimento Candelária Nunca Mais!:
Pastoral do Menor (Arquidiocese RJ e Leste 1), Associação Beneficente São Martinho, Movimento Nacional de Meninos/as de Rua, Rede Rio Criança, Associação Beneficente AMAR, PAMEN/CHEIFA, Fundação Angélica Goulart, Pastoral das Favelas, Associação dos Conselheiros Tutelares do RJ – ACTERJ, Casa do Menor São Miguel Arcanjo, CEAP, Fórum Estadual DCA RJ, Movimento Moleque, Rede Comunidades Contra a Violência, Organização Direitos Humanos Projeto Legal, Entidade Judaica de DH B’nai Brith – RJ, CEDECA RJ, CEDCA RJ, Se Essa Rua Fosse Minha, Campanha Nacional Criança Não é de Rua, Juventude Carioca em Ação – JCA, Pastoral da Juventude, CDDH Nova Iguaçu, ISER Assessoria, CDEDICA (Defensoria Pública), KIYO Brasil, Youca Brasil, Fórum Grita Baixada, Visão Mundial, Monitoramento Jovem de Políticas Públicas (MJPOP) e ADFP 635.

:: Na foto, ato realizado por jovens em frente à Candelária nesta quarta, 22 de junho. Créditos: Divulgação / Movimento Candelária Nunca Mais