Em visita ao Brasil, dançarinos canadenses desejam comunidades e escolas seguras

Pesquisa realizada pela Visão Mundial com 3,8 mil estudantes entre 9 e 17 anos da rede pública, apontou, no mês de Maio, que metade das crianças brasileiras não se sente segura nas escolas.

A mesma percepção teve o grupo de dançarinos canadenses profissionais que visitou o Brasil em Abril para conhecer os projetos da Visão Mundial em Fortaleza. Eles participaram de fóruns com os adolescentes e jovens assistidos pela VMB e realizaram workshops de dança para as comunidades locais. “No começo, eu estava bastante preocupado por causa da diferença de idioma. Mas, assim que entramos no ritmo, senti como se estivesse ensinando a minha própria turma de dança”, disse um dos dançarinos que visitou o país.

Apesar de encantados com as belezas do Brasil e o carisma de seu povo, além da cultura rica e vibrante, o grupo teve ainda a oportunidade de conhecer a realidade de violência e desigualdade que enfrentam as crianças e os adolescentes do Brasil.

“A dança pode ser um hobbie, uma profissão, uma forma de ganhar dinheiro ou até fama. Mas, aqui, muito mais do que isso, a dança é uma oportunidade de manter afastados estes jovens dos perigos da rua e do mundo do crime”, apontou o grupo.

O vídeo abaixo mostra um resumo da viagem dos dançarinos canadenses no Brasil e seu lançamento, nesta segunda-feira (12/08) marca o Dia Internacional da Juventude.

O objetivo da data, instituída pela ONU em 1999, é conscientizar a sociedade sobre a juventude como futuro de todas as nações.

Dá o play e aumente o som 😉

Deixe uma resposta