Fernanda: “Eu senti medo mesmo, porque a gente está desempregado e não tinha ideia do que poderia se agravar”

A pandemia de COVID-19 tem agravado a situação econômica de milhões de famílias que viviam em vulnerabilidade ainda antes da emergência. Um dos impactos agravados e sentidos por essa população é o desemprego, que reflete no aumento da pobreza e da insegurança alimentar. Na tentativa de amenizar essa situação e garantir as mínimas condições de uma vida digna a crianças e adolescentes, a Visão Mundial tem desenvolvido um projeto de transferência de renda. É por meio desse projeto que Fernanda, de 37 anos e moradora de Fortaleza (CE), tem garantido itens de necessidade básica a sua família.

Fernanda e o esposo estavam desempregados no início de 2020. Com a chegada da pandemia ao Brasil, ficou ainda mais difícil para o casal levar alimentação de qualidade e itens básicos para a casa onde moram com as filhas Amanda, de 12 anos, Emilly, com 10, e Yasmim, que tem 15 anos. “Eu senti medo mesmo porque a gente está desempregado, tanto eu como meu esposo, e a gente não tinha ideia do que poderia se agravar. Se já estava numa situação difícil não só aqui em casa mas no Brasil inteiro, no Estado, com a situação do desemprego com essa pandemia, isso ia piorar”, conta Fernanda.

Fernanda com as filhas Amanda, de 12 anos, Emilly, de 10, e Yasmim, que tem 15 anos (Foto: Analice Diniz / Visão Mundial Brasil)

Foi quando Fernanda foi cadastrada no programa de transferência de renda da Visão Mundial, em parceria com a PicPay, em operações 100% digitais, para quem doa e quem recebe. Para ela, o programa de transferência de renda foi de grande importância no momento de maior dificuldade, “Deus colocou pessoas para nos acolher, porque se não fosse a Visão Mundial, eu não sei como estaria sendo nossa vida”, afirma. Ela conta ainda que com o valor que recebe no programa de transferência, ela complementa as despesas da família comprando produtos no próprio bairro, o que ajuda no fortalecimento do comércio local. “A renda do bairro tem circulado junto com isso, tem ajudado os comerciantes e os pequenos empreendedores”, relata.

Assim como a família de Fernanda, outras 870 famílias estão sendo beneficiadas no estado do Ceará com a transferência mensal de 200 reais. Em todo o Brasil, já são 2.761 famílias registradas pelo programa em diferentes cidades. “Muitas pessoas não têm condições nem de comprar o material de limpeza e a Visão Mundial tem dado esse suporte, além das cestas básicas. Eu quero agradecer à Visão Mundial e seus parceiros por estarem nos apoiando nesse momento tão difícil”.

A parceria da Visão Mundial com a PicPay faz parte da iniciativa da empresa Central de Doações. Para saber mais sobre a iniciativa e sobre como doar para Visão Mundial Brasil usando esta tecnologia, acesse https://centraldedoacoes.picpay.com.

Conheça, no vídeo a seguir, um pouco mais da história de Fernanda:

Texto: Ana Luz / Visão Mundial Brasil
Imagens: Analice Diniz / Visão Mundial Brasil