Rauderlane: Quando me avisaram que eu ia receber a Caixa de Ternura e alimentos para as crianças, fiquei muito feliz e agradeci a Deus

Não é fácil a rotina de uma jovem mãe de quatro crianças e que ainda enfrenta uma gestação de risco do quinto filho durante uma pandemia de saúde. Essa é a jornada diária de Rauderlane, 31, que atualmente está desempregada e não recebe ajuda financeira do pai das crianças ou do governo. Ela foi uma das mulheres chefes de família alcançadas pela ação da Visão Mundial em São Paulo na resposta à emergência da COVID-19.

Acompanhada de dois dos seus quatro filhos, Rauderlane foi até o Núcleo Assistencial de Desenvolvimento Integral (NADI), parceiro da Visão Mundial na comunidade do Capão Redondo, e lá recebeu as doações de uma cesta básica, um kit de proteínas com leite, ovos e carnes, e uma Caixa de Ternura para garantir a diversão dos filhos que estão sem aulas na escola por causa da pandemia.

“Eu moro de aluguel em uma casa com meus quatro filhos. Estou com 21 semanas de gravidez e não consigo trabalhar. Estava recebendo do governo o Bolsa Família, mas o benefício foi cancelado e não sei motivo. Eu estava preocupada, porque a única pessoa que consegue me ajudar é a minha mãe e já é difícil pra ela também”, conta Rauderlane.

Ela continua: “Quando me avisaram que eu ia receber essa cesta e esses materiais para as crianças, fiquei muito feliz, agradeci muito a Deus. Essa doação veio em boa hora e eu sei que assim como está me ajudando, também vai ajudar muitas famílias da comunidade que estão passando por dificuldades como eu.”

Além da escassez de alimentos para a família, Lane, como é mais conhecida, enfrenta diariamente o desafio de se proteger do Novo Coronavírus. “Nossa principal dificuldade é com a água. Todo dia falta água aqui na comunidade e nem sempre temos acesso a água potável”, explica. Mesmo assim, ela faz o que pode para manter a higiene e a prevenção dela e dos quatro filhos. “Toda vez que a saímos de casa e voltamos da rua, lavamos bem as mãos, mas sem água fica difícil da gente se cuidar”, afirma Rauderlane, feliz por ter recebido frascos de álcool em gel na Caixa de Ternura.

Os materiais educativos doados na Caixa de Ternura, como cadernos, livro e lápis de cor, também alegraram o coração dessa jovem mãe. “Meus filhos precisam de muitas atividades para se desenvolverem, pois estão sem ir à escola por causa da pandemia e ficam em casa o tempo todo. Eles amam pintar, ler e desenhar, e também participo das atividades com eles. Não temos muito espaço em casa pra eles brincarem, mas esses presentes vão ajudar demais.”

Maysa (8), filha de Rauderlane, não conteve a alegria ao abrir a Caixa de Ternura. “Tem muitas coisas legais! Tem lápis para colorir, giz de cera e massinha de modelar. A gente pode brincar de várias coisas e estudar a Bíblia infantil que ganhamos de presente. E também tem álcool em gel pra gente usar quando não tiver água”, explica.

Em março passado, a Visão Mundial Brasil iniciou a campanha Juntos pelas Crianças contra a COVID-19, que consiste na entrega das Caixas de Ternura – um kit com itens de higiene básica e materiais educativos infantis com orientações para a prevenção contra o Novo Coronavírus. O objetivo da Visão Mundial é alcançar 3 milhões de pessoas nas ações de resposta à pandemia que envolve diferentes frentes de ação, desde a distribuição de cestas básicas até apoio financeiro a famílias em situação de extrema vulnerabilidade.

Graças a parcerias com outras instituições, igrejas cristãs e grandes empresas, do início da Pandemia de COVID-19 até hoje, já foram doados kits de higiene e limpeza a 72 mil pessoas, 16 mil cestas básicas e 45 mil crianças receberam Caixas de Ternura, através da atuação da Visão Mundial no Amazonas, Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, São Paulo e no Distrito Federal.

Assista agora a história de Rauderlane 🙂