Declaração de Pandemia requer unidade para proteger da COVID-19 os invisíveis e mais vulneráveis

Por World Vision America Latina y Caribe

• O coronavírus é uma ameaça séria para países com sistemas de saúde fracos e poucas equipes médicas.
• Doença apresenta maior risco de vulnerabilidade para crianças
• As taxas de mortalidade nos países mais pobres excedem 3,4% relatados até o momento

A unidade global é necessária e urgente para evitar possíveis efeitos negativos da COVID-19 na vida e na saúde das crianças migrantes e refugiadas, e daquelas que vivem em condições de pobreza e miséria, relatou a organização humanitária e cristã World Vision na quarta-feira (11) , após a declaração da pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os especialistas em saúde da World Vision estão instando os governos não apenas a se concentrarem em seus cidadãos, empresas, comércio e viajantes, mas também, a tomar medidas extremas em favor dos países pobres afetados por conflitos sociais e pobreza, onde a transmissão da COVID-19 pode ter efeitos ainda mais graves.

O presidente da World Vision International, Andrew Morley, observou que “a declaração da OMS de uma pandemia é um sinal que nos chama a trabalhar juntos e escalar uma resposta internacional. Enquanto a maioria dos países e cidadãos se concentrará em sua proteção, não devemos esquecer as crianças que vivem como refugiados e migrantes, forçadas pelo deslocamento, onde o acesso a serviços médicos e atendimento oportuno é limitado”, afirmou. Nossa principal preocupação é a infância, que já foi severamente afetada na Ásia pelo fechamento de suas escolas e perdas nos meios de renda familiar, além da pressão em seus sistemas de saúde”, acrescentou.

World Vision está trabalhando na distribuição de equipamentos e suprimentos na Ásia, onde começou o contágio, e fornecendo aconselhamento em saúde e apoio psicossocial às crianças, seus cuidadores e comunidades onde está presente.

Os especialistas em saúde da World Vision expressaram sua profunda preocupação com a vulnerabilidade das populações afetadas pelo deslocamento maciço da população – como a originária da Venezuela e que afeta países vizinhos – e as populações deslocadas pelos conflitos no Oriente Médio e pela expulsão de refugiados Rohingya e Bangladesh, por exemplo.

“COVID-19 é um patógeno altamente contagioso e altamente transmissível em contextos com problemas de higiene e saneamento, onde a população prevalece e onde o monitoramento sanitário é fraco”, disse Tom Davis, líder global em saúde e nutrição da World Vision.

“Isso significa que os países que hospedam um grande número de populações deslocadas e refugiados, e onde há escassez de pessoal e infraestrutura médica, precisam de apoio intencional e urgente”, acrescentou.

Enquanto nos países ricos, o número médio de leitos hospitalares oscila entre 2 a 12 por 1.000 habitantes, nos países pobres essa taxa cai para um leito hospitalar por 10.000 habitantes. Além disso, há escassez de oxigênio, ventiladores mecânicos para unidades de respiração assistida e terapia intensiva. Nos campos de refugiados e nas comunidades receptoras de migrantes, esse tipo de assistência médica não é comum, e portanto, as taxas de mortalidade resultantes da COVID-19 podem ser superiores aos 3,4% relatados pelos países com sistemas de saúde mais avançados. Da mesma forma, as taxas de contágio podem ser maiores devido à densidade populacional e às más condições de higiene, alertou.

Davis também observou o efeito cascata que a pandemia pode ter nas crianças, quando os cuidadores perdem meios de gerar renda – devido a restrições de saúde – e devido à interrupção dos processos educacionais. Davis pediu para não negligenciar os serviços de saúde para meninas e meninos, em virtude de atender a populações adultas vulneráveis.

A Visão Mundial está se unindo ao chamado da Organização das Nações Unidas (ONU) de US $ 61,5 milhões para conter a pandemia da COVID-19.

2 Replies to “Declaração de Pandemia requer unidade para proteger da COVID-19 os invisíveis e mais vulneráveis”

  1. Estou na torcida que o ser humano possa ajudar ao outro. E com essa visão coletiva seremos mais altruístas.
    Parabéns para a ong Visão Mundial por sua ação no mundo.

    1. Obrigada pelo comentário, Silvana.
      Agradecemos seu apoio e contamos com suas orações.

      Atenciosamente,
      Equipe Visão Mundial

Deixe uma resposta